1 - Apresentação:

Diante do panorama atual vivido pela sociedade, a família, célula primeira de sua constituição, em sua maioria, desconhece o seu potencial educacional. Deste modo, sofre os reverses de sua ignorância e, o ser encarnado, perde ou pouco aproveita da estrutura familiar que lhe deveria proporcionar meios para que ele se elevasse moral e intelectualmente, construindo uma sociedade de valores étnicos onde o ser possa viver e interagir de forma harmoniosa.

O espiritismo nos faculta a oportunidade de conhecermos o porquê e o para quê da existência da família, de modo a nos apropriarmos dos valores imanentes que devem ser a base da nossa educação espiritual. Assim sendo, os Encontros de Família nos trazem conteúdos basilares a respeito da sua constituição, lembrando-nos da sua função principal que é a de Educadora de Espíritos Reencarnados.

A proposta do Encontro de Família alia-se as nossas necessidades de uma vida familiar mais saudável e participativa, onde a fraternidade seja primeiramente vivida nas quatro paredes de uma casa, transformando-a em um lar e, por consequência, em uma sociedade mais igualitária.

2 - Objetivos do Encontro:

a) Reflexionar acerca do papel da família como educadora de espíritos reencarnados;

b) Destacar a importante função da família dentro do programa de regeneração da humanidade; e

c) Favorecer à família, o acolhimento, o consolo, o esclarecimento e a orientação aos seus questionamentos por meio da Doutrina Espírita.

3 - Justificativa

O lar, na essência, é academia da alma. Dentro dele, todos os sentimentos funcionam por matérias educativas. (...)Todas as disciplinas referentes ao aprimoramento do cérebro são facilmente encontradas nas universidades da Terra, mas a família é a escola do coração, erguendo seres amados à condição de professores do espírito.

(Emmanuel - Seara do Médiuns – texto nº 53)

Onde a base mais elevada para os métodos de educação?

- As noções religiosas, com a exemplificação dos mais altos deveres da vida, constituem a base de toda a educação no sagrado instituto da família.

(Livro “O Consolador” ditado por Emmanuel a Francisco Cândido Xavier – questão 108)

Qual a melhor escola de preparação das almas reencarnadas, na Terra?

- A melhor escola ainda é o lar, onde a criatura deve receber as bases do sentimento e do caráter.

Os estabelecimentos de ensino, propriamente do mundo, podem instruir, mas só o instituto da família pode educar. É por essa razão que a universidade poderá fazer o cidadão, mas somente o lar pode edificar o homem.

Na sua grandiosa tarefa de cristianização, essa é a profunda finalidade do Espiritismo evangélico, no sentido de iluminar a consciência da criatura, a fim de que o lar se refaça e novo ciclo de progresso espiritual se traduza, entre os homens, em lares cristãos, para a nova era da Humanidade.

(Livro “O Consolador” ditado por Emmanuel a Francisco Cândido Xavier – questão 110).

4 - Metodologia de ação

Fica a cargo dos Núcleos de ENEFE e das Casas Espíritas a formatação e a realização do Encontro de acordo com as necessidades apontadas pelos seus frequentadores.

5 - Recursos

· Humanos – Equipe da(s) Casa(s) Espírita(s) e dos Núcleos de ENEFE encarregada(s) da apresentação e divulgação do Encontro junto aos CEU;

· Equipe da(s) Casa(s) Espírita(s) e dos Núcleos de ENEFE encarregada(s) ou da elaboração e realização do Encontro;

· Financeiros – viabilizados pela(s) Casa(s) Espírita(s) responsável pelo Encontro; e

· Materiais – Material de divulgação (cartazes, folders, etc,) e, caso seja necessário, distribuição de materiais relacionados ao Encontro (roteiro, página inicial, material de apoio aos estudos como textos, etc,)

6 - Ações necessárias para a realização da implantação dos Encontros de Família:

IMPEDIMENTOS

SOLUÇÕES

Calendário CEERJ

Rever e inserir datas no calendário anual da Instituição Espírita, que não seja conflitante com as datas dos eventos da Federativa, para que a realização do encontro seja oportuna para toda a região.

Calendários do CEU

Rever e inserir datas no calendário anual da Instituição Espírita, que não seja conflitante com as datas dos eventos do CEU, para que a realização do encontro seja oportuna para toda a região.

Agendar com os CEU:

· Datas e locais para a realização do encontro.

· Data para a apresentação do encontro às outras casas espíritas convidando-as.

Poucos trabalhadores para a realização do encontro

Convidar trabalhadores de outras Casas Espíritas ou de outros Núcleos de ENEFE para se juntarem no esforço de colaboração na formatação e na realização do Encontro.

Capacitar novos trabalhadores para a tarefa.

7 - Calendário de realização:

Ficará a cargo de cada núcleo de ENEFE ou Casa Espírita a data que achar mais conveniente para a realização do encontro.

8 - Avaliação:

Os objetivos serão considerados atingidos se o Encontro proporcionar aos participantes o sentimento de alegria favorecido pelo acolhimento, consolo, esclarecimento e orientação às questões familiares analisadas por meio dos estudos realizados.